Mais Las Vegas

Os hotéis, shoppings e casinos não possuem nenhuma janela ou formas de avistar as ruas quando estamos dentro deles. Também não há relógios. Tudo para simplesmente não vermos o tempo passar. Na maioria dos shoppings o teto é pintado de azul com nuvens, extremamente realista, sempre na mesma intensidade luminosa. É como estar em um constante paraíso onde o céu sempre é límpido e sempre faz tempo bom. Não há como querer sair deste lugar.

Nos hotéis de luxo, tudo está a disposição, basta ligar e pedir. Tudo tem seu preço, então se estiver contando as moedas, pergunte antes de sair usufruindo de tudo que oferecem. No frigobar, sensores automáticos registram a retirada dos produtos, automaticamente debitando sua conta. No spa, nas lojinhas internas, nos restaurantes, tudo pode ser posto na conta do seu quarto de hotel, basta dizer o número do quarto, confirmar que você é você e a conta só virá no final. Nada dessa coisa de ficar tendo que lidar com dinheiro, notas, moedas.

Dos shows, nem sei por onde começar. Tem de tudo, para todos os gostos. Assistimos o espetáculo “O” do Cirque du Soleil, que acontece no Bellagio. É um daqueles espetáculos que só podem acontecer lá, tão grande é a estrutura necessária para permitir os efeitos. Tudo é na água, com plataformas submersas que se movem alterando os espaços do palco, permitindo que os artistas mergulhem a grandes profundidades em um momento e caminhem sobre o mesmo local logo em seguida. É difícil de descrever, só vendo para entender.

Há shows de música, mágica e musicais. Há diversos espetáculos de Striptease. Para as mulheres solteiras há o Chippendales no Rio, ou o Thunder From Down Under com os rapazes australianos. Para os homens solteiros, em todas as esquinas distribuem cartões com as fotos e telefones das strippers que podem ser pedidas a la carte, diretamente no quarto do hotel. Não é a toa que o apelido da cidade é Sin City, apesar de também ser bastante amigável para as crianças, que se divertem durante o dia e naturalmente vão cedinho para a cama quando seus pais saem para se divertir a noite.

Las Vegas é uma experiência e tanto, recomendo para todos. Tire ao menos uns cinco dias para aproveitar um pouquinho do que a cidade tem para oferecer, mas saiba que com apenas cinco dias você só terá um gostinho, uma pequena amostra, pois há muito o que ver e fazer 24 horas por dia.

Compras

Quem tem problemas com consumo compulsivo deve ficar longe daqui. Entre as lojas mais especiais do planeta, os maiores shoppings um ao lado do outro e outlets incríveis, a quantidade de opções de compra é simplesmente indescritível. Há coisas para todos os bolsos, desde as últimas novidades de Paris, até as lembrancinhas mais baratas. Até os dados usados nos casinos estão a venda. Não estou falando de dados semelhantes ou do mesmo modelo dos usados nos casinos, mas dos dados reais, que foram realmente utilizados nos jogos e depois são embalados e vendidos como recordação. Fuja, ou se entregue, não há meio termo em Vegas.

Fotos de Las Vegas

Autor: Fabricio S. Peruzzo

Pai, marido, polímata, empreendedor serial, curioso.