Investir deve ser chato

Vendo a grama crescer.

Investimento não é atividade social. Você não deveria se divertir investindo.

Investir não é jogo. Seu corpo não deveria liberar adrenalina, serotonina ou quaisquer outras substâncias ao praticar.

Investir é uma necessidade básica para todos que desejam construir algo para o futuro, para quem não deseja depender dos filhos, do governo ou de alguma instituição de caridade na velhice.

Investir é para toda vida, você pode até diminuir os investimentos na hora de começar a usufruir dos resultados de anos de dedicação, mas não deveria simplesmente consumir tais investimentos, mas sim, apenas os resultados regulares gerados por eles.

Investir é simples. Ou deveria ser. Acontece que a maioria das pessoas não sabe disso, e então, sofre com a paralisia devido ao excesso de opções. A grande verdade é que há diversos caminhos possíveis para se chegar a um mesmo resultado. O problema acontece quando não tomamos nenhuma decisão, ou pior, tomamos qualquer decisão e mudamos de ideia regularmente.

A cada troca de investimento, deixamos dinheiro na mesa na forma de antecipação de impostos, na forma de taxas, na forma de cobranças de novos cadastros. Os melhores resultados vem justamente da falta de movimento. De deixar o dinheiro crescer quieto, só somando novos depósitos ao valor que já está lá crescendo devagar e sempre.

O que faz diferença nos resultados é regularidade e tamanho dos aportes, e tempo. A fórmula dos juros compostos prioriza esses dois fatores. A rentabilidade é importante, claro, mas muito menos do que o valor investido regularmente e o tempo em que esses valores permanecem investidos.

Pense que se você obtém um lucro de 10% no ano, mas resolve mudar de investimento no ano seguinte, ao fazer essa troca e pagar 20% ou mais de imposto sobre seu lucro, o que realmente sobrou para reinvestir foi um lucro de 8%. O que seria melhor, deixar 100% do lucro rendendo onde estava, ou reiniciar um novo investimento com apenas 80% deste lucro? Mesmo que o novo investimento fosse um pouco melhor, quanto melhor teria que ser para compensar?

Investir deveria ser como ver a grama crescer.

Autor: Fabricio S. Peruzzo

Papai investidor, marido, polímata, empreendedor, curioso. Tranquilidade financeira é qualidade de vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s