Realidades paralelas

Eles crescem e se multiplicam.

Realidades paralelas.

As vezes me pego pensando como seriam as coisas se tivesse tomado caminhos diferentes em determinados momentos da vida. Fico imaginando as diversas vidas paralelas que minhas cópias em outros planos poderiam estar vivendo.

Pode parecer um exercício fútil, mas acredito que seja muito proveitoso. Ao comparar a vida concreta com uma possibilidade imaginária, é muito fácil fazer esta realidade imaginária ser a versão mais prazerosa dela. Na versão imaginária não existem problemas, apenas as coisas boas.

Imaginar a vida sem filhos, com todo tempo do mundo para si, com dinheiro sobrando para fazer o que quiser, como viagens internacionais frequentes. Nesta versão não aparece a solidão de estar em locais maravilhosos, mas não ter os filhos para mostrar tais maravilhas. Há apenas o vazio de ver as belezas, sem poder admirar o deslumbre de uma criança vendo aquilo pela primeira vez. O interessante de escolher os caminhos mais desafiadores é que aprendemos as maravilhas que estas escolhas nos trazem. Depois de ter filhos, nunca trocaria a maravilha de sua presença em minha vida, pela egoísta possibilidade de ter meu tempo livre de volta. Até porque, tenho certeza, crescerão livres e independentes. E quando forem viver suas vidas eu ficarei pensando e lembrando, tentando imaginar o que fazer com tanto tempo livre que terei. E tudo que passará na minha mente será a lembrança e a vontade de tê-los novamente ocupando meu tempo e minha atenção.

Isso também é válido para as opções profissionais. Escolher empreender versus seguir carreira acadêmica. Ou passar em um concurso público e garantir um bom salário todos os meses, com a garantia de emprego vitalícia. Também nisso escolhi o caminho menos percorrido. Escolhi o desafio. Não foi fácil o caminho até aqui, e cada dia se apresenta com novos desafios. Por outro lado, as possibilidades são infinitas, não existe teto. Não há limites para onde posso chegar, e há a flexibilidade de escolher a velocidade de cruzeiro a cada trecho da caminhada.

Neste momento caminho mais devagar. Mas uma hora chegará o momento de acelerar. O mundo me espera.

desafiodos30textos 12/30

Autor: Fabricio S. Peruzzo

Papai investidor, marido, polímata, empreendedor, curioso. Tranquilidade financeira é qualidade de vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s