Hoje é o primeiro dia do resto de sua vida.

O primeiro dia do resto de sua vida começa hoje.

O que você vai fazer com ele?

Pode parecer uma pergunta sem importância, mas a verdade é que vivemos a vida que vivemos a cada dia. Você é o que você faz sempre. De nada adianta querer uma coisa e viver de maneira incompatível com essa coisa. Quero ser uma pessoa saudável; acordo e como chocolate no café da manhã. Quero ser forte; passo os dias no sofá assistindo séries sem fim. Quero ver meus filhos crescer; passo os dias trancado no escritório sem contato com eles. Como você vive cada dia?

Para os mais novos essa pergunta pode parecer fazer mais sentido, pois sempre há primeiros dias novos para eles. O primeiro dia de aula de uma criança. O primeiro dia da faculdade. O primeiro dia no primeiro emprego. A vida dos jovens é uma sequencia de primeiros dias.

Para os mais velhos, no entanto, a pergunta se torna mais importante, pois precisamos lembrar que ainda teremos, todos os dias, o primeiro dia do resto de nossas vidas. E nesse dia, podemos mudar algo que não faça mais sentido para nós. Podemos nos tornar novas pessoas, assim, com o poder de uma decisão.

Lembro da minha adolescência aqui. Em certa época recebemos lá em casa uma intercambista da África do Sul. Não lembro exatamente quanto tempo ela morou conosco, minha irmã é quem mais conviveu com ela, eu ficava mais no meu quarto com minhas coisinhas do que interagia socialmente. Depois de um tempo, lembro bem, ela as vezes comentava: “Fabrício mal humorado”. Leia isso com sotaque inglês para dar a ênfase necessária. Na época não me incomodava com isso, era mal humorado mesmo e estava sempre desse jeito. Mas uns anos depois essa lembrança se tornou incômoda, e certo dia, como por mágica, decidi mudar.

Todos os dias eram um novo dia. E todo dia, quando me pegava ficando mal humorado com algo, ou irritado, me policiava e tentava reverter, ver o lado bom da situação. Em poucos meses era outra pessoa que eu construí. Hoje, as vezes estou cansado e é mais difícil segurar aquele Fabrício da adolescência, mas geralmente é o de hoje que vence a batalha. E se não, amanhã será um novo dia. O primeiro dia do resto da minha vida.

#desafiodos30textos 9/30

Autor: Fabricio S. Peruzzo

Papai investidor, marido, polímata, empreendedor, curioso. Tranquilidade financeira é qualidade de vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s