EXCLUSIVO: Curso de arbitragem internacional de Bitcoins em Nova York!

Gravei este video em Nova York, onde estava finalizando os últimos detalhes do curso de arbitragem internacional de Bitcoins que vou ministrar no final de julho em Nova York mesmo.

Além do curso, farei o acompanhamento pessoal para a abertura de conta bancária nos USA, de maneira a poder executar as operações de arbitragem em série, quando a janela de arbitragem Brasil-USA abrir.

Este vai ser um curso diferente, com a aplicação prática e imediata de tudo que vamos ver ao longo de uma semana na cidade. Tu vais ter meu acompanhamento pessoal em cada detalhe. Vai ser uma imersão no assunto, mas também uma imersão na cultura de negócios dos Estados Unidos. A gente não vai só falar sobre os tópicos referentes à arbitragem com os Bitcoins, mas também aplicar tudo isso na prática.

Se tivermos sorte, e a janela de oportunidade se abrir enquanto estivermos aqui, iremos inclusive operar um giro da arbitragem, provavelmente ficando com todos os custos do curso e da viagem pagos antes mesmo de voltarmos ao Brasil.

Deixa eu falar rapidamente sobre o assunto arbitragem e sobre o que o curso vai cobrir.

A arbitragem com Bitcoins consiste basicamente de nos aproveitarmos das distorções de preço que ocorrem de tempos em tempos entre as cotações nas corretoras brasileiras e estrangeiras. Quando esta janela de oportunidade se abre, os preços no Brasil costumam ficar até 20% mais caros do que no exterior, criando a situação perfeita para gente lucrar comprando no exterior e vendendo mais caro no Brasil.

Uma das grandes vantagens da arbitragem internacional com Bitcoins, é que operando desta maneira a gente fica bem menos expostos à altíssima volatilidade dos preços do Bitcoin. Não nos interessa se ele está caro ou barato, só nos interessa a relação entre os valores no Brasil e no exterior, e quando estes valores permitem a operação, a gente simplesmente lucra de forma rápida e saímos o quanto antes do risco da moeda digital. Nós só mantemos os Bitcoins durante o tempo necessário para concluir um giro da operação, e isto significa apenas umas poucas horas.

Temos diversas formas de implementar essa operação, sendo duas as mais tradicionais.

1. A gente pode executar a arbitragem sem possuir conta bancária no exterior;

Ou

2. A gente pode executar a arbitragem utilizando uma conta bancária no exterior, seja nos Estados Unidos, seja em algum país europeu.

No curso, eu poderia ensinar como fazer a operação sem possuir conta no exterior, mas este curso, na verdade, não é para quem quer fazer isso, porque essa operação mais trivial eu já ensino agora mesmo, ela é bem simples: quando a diferença de preço do Bitcoin entre as corretoras no Brasil e no exterior estão parelhos, ou seja, sem nenhum ágio, ou com bem pouco ágio, a gente simplesmente adquire Bitcoins no Brasil, envia para uma corretora no exterior, e vende eles imediatamente, ficando com dólares na conta da corretora estrangeira.

Fazendo assim, a gente não corre mais o risco de ver os Bitcoins despencando de valor e nosso dinheiro ir para o ralo. Claro que com isso a gente também não participa de eventuais subidas rápidas do Bitcoin, mas quem quer fazer arbitragem está buscando uma forma mais segura de lucrar, sem correr os riscos dos altos e baixos violentos pelos quais o Bitcoin passa de uma hora para outra. A arbitragem não é para quem deseja investir em Bitcoins, mas sim para quem deseja executar operações pontuais com menor risco e alta lucratividade.

Depois de ter enviado o dinheiro para corretora fora do Brasil, quando a janela de oportunidade da arbitragem se abre, ou seja, quando o preço do Bitcoin nas corretoras brasileiras se torna bem mais alto do que nas corretoras do exterior, a gente simplesmente faz a operação inversa, compra Bitcoins no exterior com o dinheiro que a gente tinha previamente enviado para a corretora lá fora, envia esses Bitcoins para a corretora no Brasil, vende os Bitcoins pelo valor mais alto e deixa ali em reais, paradinhos na conta, esperando novamente surgir a oportunidade de enviar o dinheiro para o exterior quando essa diferença de preço cair.

Dado o histórico do valor do Bitcoin em relação à estas oportunidades de arbitragem, elas costumam acontecer em períodos entre duas semanas a dois meses. Como em cada operação é possível lucrar até 20% sobre os valores investidos, a gente pode dizer que é relativamente fácil conseguir 100% de retorno em apenas um ano. A gente só precisa deixar o dinheiro lá quietinho, aguardando a oportunidade surgir e executando as operações de tempos em tempos. Se tivermos apenas uma operação a cada dois meses, já está aí nosso dinheiro dobrado depois de um ano.

Claro que não a gente não deve investir todo nosso dinheiro nisso. Tem uma serie de riscos envolvidos, que também vão ser tratados no curso, mas só para adiantar, um deles é o risco de contraparte, que basicamente significa o risco da corretora em que a gente tem nossa conta passar por problemas. Mesmo com nosso dinheiro estando em moeda fiat, reais ou dólares, quem garante nosso investimento é uma empresa que pode passar por dificuldades em qualquer momento.

Outros riscos envolvem questões de tecnologia, acesso aos dados, velocidade e congestionamento da rede de transações de forma a executar as operações de compra e venda em um prazo factível. Enfim, é uma excelente forma de lucrar, mas não dá para ir com muita sede ao pote sem conhecer os riscos que se corre.

Mas voltando ao que interessa, os lucros, vamos passar à segunda maneira de operar as arbitragens, uma forma bem mais lucrativa e rápida, além de muito mais segura, que é a operação através de conta bancária no exterior.

Usando uma conta bancária no exterior a gente pode lucrar muito mais pelo simples motivo de que em cada janela de arbitragem que se abre, a gente pode executar não só uma, mas várias operações de arbitragem em sequência.

Quando a diferença de preço entre as corretoras nacionais e estrangeiras fica alta, a gente envia dinheiro da nossa conta corrente no Brasil para conta corrente no exterior.

De lá, a gente envia o dinheiro para a corretora estrangeira, compramos os Bitcoins, enviamos esses Bitcoins para a corretora no Brasil, vendemos os Bitcoins com lucro, mandamos o dinheiro para nossa conta corrente brasileira e neste momento, se a janela de arbitragem continua aberta, a gente pode repetir a operação quantas vezes for possível.

Nosso lucro, que na operação sem conta corrente no exterior terminaria no primeiro giro, agora pode rodar duas, três, cinco vezes na mesma janela de oportunidade, sendo possível então até dobrar nosso capital em apenas duas semanas.

O melhor de tudo isso, é que nos momentos em que a janela de arbitragem está fechada, ou seja, nos momentos em que não podemos executar as operações, nosso dinheiro não está parado na conta de uma corretora qualquer de Bitcoins, mas sim, está seguro em uma conta bancária que possui todas as garantias e seguranças que o sistema financeiro nos proporciona.

Vamos falar então sobre o curso…

O curso de arbitragem internacional de Bitcoins vai ser um curso de uma semana em Nova York passeando comigo pela cidade. O grupo, que vai ser necessariamente limitado para eu poder dar atenção individual a cada um, vai sair por Nova York conhecendo as cafeterias e locais agradáveis que eu costumo frequentar quando venho à cidade, a gente vai conversar sobre os tópicos necessários à compreensão das operações, dos riscos e das possibilidades de lucro.

Uma parte importante desses passeios é a visita aos bancos que eu indico para abertura de conta corrente, explicando os motivos da escolha de cada banco, indicando o melhor banco de acordo com o perfil de cada um, e principalmente, acompanhando um a um na abertura da sua própria conta bancária durante esta semana do curso.

Como falei antes, o curso é prático, o objetivo é concluir não só aquilo que é necessário para começar a lucrar, mas também, se houver a possibilidade de uma janela de arbitragem estar aberta, já fazermos as operações juntos, e ter o curso e a viagem pagos antes mesmo de voltarmos ao Brasil.

Então eu te pergunto: está pronto para lucrar comigo? Vamos passear em Nova York e ganhar dinheiro juntos?

Me manda um email caso esteja interessado, porque a partir de agora pretendo ministrar este curso com alguma regularidade. Então independente de quando tu estiver assistindo este video, é provável que em até três meses a gente possa ter uma nova turma viajando para lucrar. E se tu tens um grupo de amigos interessados em investir juntos, fala comigo que a gente pode bolar algo ainda mais personalizado, feito sob medida para vocês.

Vai ser um prazer ajudar a fazer o teu dinheiro crescer. Essa é minha missão, vem comigo.

Um grande abraço, direto aqui do frio congelante do inverno de Nova York.

Autor: Fabricio S. Peruzzo

Pai, marido, polímata, empreendedor serial, curioso.