Como arranjar um bom marido

Não é para ser convencido, mas quando minha esposa conta algumas coisas da vida de casada para as amigas ainda solteiras, muitas vezes vem aquele suspiro de “como eu queria alguém assim, mas está tão difícil achar um homem legal para constituir família”. Como escrevi, não é para ser convencido, mas é que realmente o mundo de hoje está carente de bons machos. Já há muito mais mulheres do que homens, e alguns ainda escolhem jogar no time contrário… Como já estou fora do mercado, vou dar algumas dicas para facilitar a vida da mulher em busca de um marido.

Já passei estas dicas para várias amigas, minhas e da minha esposa. Então hoje, quando tentava escrever sobre este assunto no Twitter, resolvi que era hora de escrever o artigo definitivo sobre como arranjar um marido decente. Porque vamos falar sério, no mundo de hoje está cada vez mais difícil de conseguir achar um bom partido, aquele cara legal, divertido, inteligente, culto, trabalhador, que já tenha saído da casa dos pais, que não seja um galinhão, etc. Sei disso porque a cada dia, mais e mais amigas reclamam da falta de bons homens no mercado. E com quase todos meus amigos já devidamente fisgados, para ajudar estas amigas e todas outras mulheres em busca do amor ideal, segue a receita básica.

Como achar o homem certo.

O primeiro passo é ir ao supermercado, mais especificamente, se você é do Rio Grande do Sul ou da capital de SP, ao Zaffari. Se onde você mora não tem Zaffari, desculpa, mude para uma cidade legal antes de tentar arranjar um bom marido. Ou vá ao supermercado mais ajeitadinho da sua cidade, mas vá sabendo que não é a mesma coisa, Zaffari, é só o Zaffari. A escolha do supermercado é o primeiro filtro necessário para achar um futuro marido com todas as características desejadas. Denota bom gosto, inteligência e busca pelo melhor.

O segundo cuidado é o horário em que você vai ao supermercado. Tem que ser entre 18h30 e 20h. Fazendo isso você aumenta as chances de conhecer um rapaz trabalhador, sério, mas não bitolado, que sai do trabalho em um horário compatível com a futura vida de casado. Ao mesmo tempo, estar no supermercado neste horário garante que o pretendente futuro não é um galinhão nem botequeiro, afinal, se fosse, estaria no bar com os amigos. Evite as sextas-feiras, afinal, na véspera de fim de semana todo mundo pode dar uma folguinha no bom-mocismo.

Em terceiro lugar, defina exatamente o local onde você deve procurar seu homem no supermercado. É no setor de comida congelada. Ou nos pães e frios. O horário, o fato de estar no supermercado e de estar comprando comida, mesmo que congelada, denota que o mesmo mora sozinho, não é um daqueles bebezões que ainda moram com os pais. Nada pessoal contra quem ainda mora com os pais, mas um homem sério depois dos 25 anos já tem que saber cuidar da própria vida, principalmente se é para ser pretendente de uma amiga minha, então, está dada a dica. Se você é natureba, pode adaptar um pouco esta regra e variar entre o setor de congelados e o de frutas e verduras. Assim aumentam as chances de você encontrar um futuro pai para seus filhos que facilitará o processo de educação alimentar das crianças. E convenhamos, um homem que não come frutas e verduras ainda não está pronto para cuidar de uma família, já que nem de si mesmo está cuidando muito bem.

O cuidado com o visual, sem exageros, é um ponto a mais. Sapatos ou tênis em bom estado denotam o cuidado básico necessário. Escolha pelos pés, de acordo com seu gosto pessoal. Sapato, tênis de corrida, tênis mais discreto ou mais chamativo, All Star, sandália (existe homem que usa sandália?), chinelos ou alpargatas. A escolha do calçado define o perfil, escolha o que mais combina com o estilo de vida que você deseja. Lembre que seu futuro marido está saindo do trabalho, está vestido como passa a maior parte do dia.

Como se preparar para a caçada.

Com a primeira parte do trabalho definida, vamos à segunda parte, que é como você deve estar ao sair para seu safári. Porque não se engane, os homens que ainda estão livres no mercado são a caça, mas só se colocam na mira das caçadoras certas e mais preparadas. Um vestido, um sapatinho bonito ou uma sandália de salto não muito alto já contam bons pontos. Mostrar as pernas idem, então, nada de calças compridas. Minissaia também é bem vinda, mas vista-se de acordo com a estação, nada de apelar, que isso irá causar o resultado contrário ao esperado. Uma maquiagem leve denota cuidado pessoal. Os homens não notam estes detalhes de forma consciente, mas inconscientemente processam tudo, então maquiagem sim, mas não como fazem as atrizes mexicanas, por favor!

Claro que você pode deixar de lado tudo o que escrevi no parágrafo acima e se vestir como se veste sempre, afinal, você é o que você é, mas talvez você atraia o tipo errado de homem ideal. Depois não venha reclamar comigo. Apesar das dicas de local e horário ajudarem, nada impede que os tipos errados também estejam circulando no supermercado no mesmo momento.

Como abordar seu homem.

Pode estar certa de uma coisa. Se o cara está ali, sozinho e solteiro, com idade para casar, não é por opção na maioria das vezes. É por timidez. Se fosse um galinhão, não estaria ali, estaria no bar torpedeando para todo lado. Então, sabendo dessa timidez, cabe somente a você tomar a iniciativa. Desculpa, não disse que seria fácil, mas também não é muito difícil. Olhe para dentro do carrinho dele, escolha um ítem qualquer que esteja lá e pergunte: “Esta lasanha de quatro queijos é boa mesmo, ou esta é a primeira vez que tu compra desta marca?” A partir daí, basta estabelecer um diálogo sobre um ou outro produto extra que ele tenha no carrinho, sorrir bastante, agradecer e continuar suas compras. Dê um jeito de cruzar com ele novamente em outro corredor, passe por ele, mostre o produto que ele havia comprado, agora também no seu carrinho, sorria e não diga mais nada. Pode apostar, nesta noite ele irá sonhar com você. Agora basta repetir a dose nos dias seguintes, fazendo o mesmo com outros possíveis pretendentes, até o destino fazer você cruzar novamente com um homem com quem já havia conversado antes. Nesta hora é preciso boa memória, porque ele certamente lembrará de você e do produto que indicou a comprar. Você então diz oi, sorri, lembra da situação, ele ficará sem jeito, mas não se preocupe, é apenas a timidez, e então você fala como gostou do produto que ele havia indicado da vez anterior e pede se ele não tem nenhuma dica nova para lhe dar.

Neste segundo encontro, comente que você e uma amiga combinaram de sair uns dias depois e pergunte se ele não tem um amigo que quisesse ir também. Pode ser uma peça de teatro, um filme no cinema, um chopp ou uma pizza, não interessa, faça o convite, afinal, vocês já se conhecem de outro encontro no supermercado! Não dê tempo para ele pensar, abra sua bolsa, pegue um papel e anote seu nome e telefone (porque até então, ele nem sabia seu nome). Pergunte o nome dele e aguarde o telefone, que certamente virá. Como bônus, talvez você resolva também a procura de outra amiga.

E assim acabo, com a sensação de dever cumprido, sabendo que com este pequeno texto estarei ajudando homens e mulheres a formarem lindos casais e viverem felizes para sempre. Sejam muito felizes e povoem o mundo de crianças alegres.

Atualização: parece que este texto está ficando famoso. Poucas horas depois de o ter publicado, já é o texto mais acessado do site. Deixa então eu aproveitar os minutos de fama e fazer uma propagandinha no final…

Meninas, caso as dicas acima não funcionem e você não encontre um príncipe encantado que já possua o próprio castelo, vale a pena conhecer a Megacombo e já planejar a compra da sua casa própria. O mesmo vale para as que já encontraram seu príncipe, mas ambos ainda não tenham construído seu castelo.

E se você é um cara legal, que leu estas dicas só por curiosidade, e ainda não encontrou seu par perfeito, vai uma dica: ter sua própria casa ajuda bastante a mostrar que você é responsável e pensa no futuro da família.

Autor: Fabricio S. Peruzzo

Pai, marido, polímata, empreendedor serial, curioso.

24 comentários em “Como arranjar um bom marido”

  1. Tive de vir aqui para comentar este texto, Fabrício!! Preciosidade, já estou indicando para as moças casadoiras… odeio supermercado, nem sei se arrisco, viu!!

    Curtir

    1. Oi Rosana,

      O mais engraçado vai ser justo este texto se tornar o artigo mais lido aqui no meu site 🙂

      Pode arriscar sem medo, mesmo odiando supermercados, as vezes precisamos fazer o que não gostamos para obter os resultados desejados.

      Curtir

  2. Elas tambem podem visitar o supermercado em torno das 20h, quando os mesmos homens que trabalharam durante o dia e ainda foram a academia e so agora estao no supermercado.
    Mas atencao a dois detalhes:
    1- isso vai reduzir ainda mais as opcoes, porem pode gerar um encontro com uma pessoa mais acertada;
    2- se ele estiver de mochila pode ser que ande de onibus e/ou nao dirija (sei que isso importa para uma grande parte das mulheres)(ele tambem pode nao ter deixado o laptop no carro, mas vale pensar)
    iaheiauehiaheiuaheuiaheuiahea

    Curtir

  3. Fabricio, sou seu fã há muito tempo, apesar de não gostar de investimentos em imóveis, muito menos consórcio. Adoro as idéias sobre empreendedorismo, liberdade, qualidade de vida etc. Gustavo Cerbasi teve seu maior sucesso de vendas de livros escrevendo sobre casais, né? Este seu texto pode estar indo pelo mesmo caminho. 😉
    Abraços e (mais) sucesso.
    Gil.

    Curtir

    1. Oi Gil,

      Quem sabe… Na verdade, boa parte dos investidores em imóveis e consórcios com quem tenho negócios são mulheres. Elas vão tomar conta do mundo, pois além de tão inteligentes quanto os homens, possuem a incrível capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo.

      Sobre não gostares de investimento em imóveis e consórcios, não te preocupa, com o tempo este defeito desaparece 🙂

      Até o Gustavo Cerbasi está escrevendo bem sobre os consórcios atualmente. E mais de 60% do patrimônio dele está investido em imóveis, em declaração dada a revista Exame Dinheiro…

      Abração.

      Curtir

  4. Aiii, amei! A partir de agora irei morar no Zaffari entre 18h30 e 20h! Arrasou, Fabrício!!! Valeu pelas dicas hehehehe!!!!

    Curtir

  5. Ai Fabrício!!!! Muita estratégia pra arrumar um marido, mas vou fazer algumas observações heheh
    Tá certo que em Pelotas não tem Zaffari, e algumas coisas são bem complicadas de se achar lá (no supermercado, hehe), mas tem homem bom lá também, quer dizer… deve ter, o meu é bom mas não é de lá (é… tenho que desenvolver melhor essa teoria…).
    No geral o Zaffari é tudo de bom, mas uma coisa que prejudica a caçada das naturebas é a fruteira, pelo menos no da Ipiranga, tem dias que parece que passou um tornado pela fruteira, mesmo assim entre a escolha de um tomate e outro, vai que role.

    😉

    Curtir

    1. Oi Francine,

      Como disse, o supermercado ajuda, apesar de não ser determinante. Já sobre os tornados que passam pela área das frutas, as vezes acontece isso no “meu” Zaffari, mas aí, é só avisar no Twitter deles, que dão uma dura nos funcionários responsáveis e tudo volta ao padrão.

      Curtir

  6. Valeu, Peruzzo!
    Agora o Zaffari vai encher de solteirinhas produzidas beeeem na hora em que eu faço as compras.
    Obrigado por tornar a ida ao supermercado mais complicada, agora que eu vou ter que usar viseiras. 🙂

    Ótimo texto, amiguinho! 🙂

    Curtir

    1. Smith, sorry. Mas vê pelo lado bom, eles devem vender viseiras no Zaffari!

      E como escrevi, a teoria é tão boa e bem embasada, que tua presença lá neste horário confirma a questão “bom partido”. Já para as solteiras em busca de um bom marido, é fácil de separar os livres dos já fisgados, não precisa nem procurar aliança, basta olhar os produtos infantis sempre presentes no carrinho 🙂

      Curtir

  7. Meu horário de frequentar o Zaffari é em torno das 16h, após o trabalho. Só encontro aposentados. Hoje encontrei o pai e a mãe.

    Curtir

    1. Marinella, isso é que dá ter um trabalho que acaba cedo.

      Faz o seguinte, vai pra casa depois do trabalho, vai correr, vai na academia, vai ler um livro, enfim, mata tempo até as 18h30 pelo menos. Daí sim, dá uma produzida no visual e vai pro Zaffari.

      Vai por mim, as dicas funcionam.

      Curtir

  8. Já estou meio atrasada ao ler este texto só agora, mas posso te dizer: adorei o texto colega. Ainda bem que em Caxias tem TRÊS Zaffaris, kkkkk.

    Mas só uma dica, pelo menos para quem mora em Caxias. O Zaffari é um mercado de grande circulação de homossexuais (tenho váááários amigos que frequentam lá tb com o mesmo propósito de achar bons partidos), então temos que observar bem para não errarmos na hora da abordagem… uma delas é as compras, afinal, por mais vaidoso que um hetero seja, deve ter mais itens alimentícios e bebidas do que itens de beleza no carrinho. E se o carinha que vc cruzar e olhar não prender o olhar em vc por alguns segundos, esquece! O máximo que vai acontecer é uma bela amizade e dicas de cabelo e maquiagem (que tb valem, mas nesse caso não o objetivo), kkkkk

    Curtir

  9. Interessante, mas tenho outra dica (principalmente para as que não gostam de supermercados nem moram perto de um desses citados): eu conheci meu esposo usando as técnicas do livro O Poder do Subconsciente, de Joseph Murphy. Serve pra tudo na vida. Inclusive ontem mesmo eu decidi que ia ganhar uma quantia boa em dinheiro e hoje fui contemplada no consórcio que fiz consigo!
    Boa sorte pras que querem uma família bonita!

    Curtir

    1. Oi Ana,

      Parabéns pela contemplação! Costumo dizer uma frase que ouvi certa vez: “não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem”. Costumo ser um adepto do Pensamento Positivo, não tanto por acreditar que basta simplesmente “pedir” ao universo, mas sim porque creio que pensar positivamente gera uma cadeia completa de coisas positivas vindo em nossa direção. Quando pensamos positivamente, acabamos perdendo um pouco da paciência com as pessoas negativas. Além disso, pessoas negativas ODEIAM gente que está sempre de bem com a vida, naturalmente se afastando de nós. Isso é o que chamo de ganhar duplamente!

      Só completando o fato da tua contemplação, boa parte pode ter sido pelo teu pensamento positivo, mas ambos concordamos que não haveria pensamento positivo suficiente para te dar uma contemplação, se não tivesses feito tua parte: fazer o consórcio!

      Grande abraço, e muita sorte.

      Curtir

Os comentários estão encerrados.