Silicon Valley

O Silicon Valley é um sonho de infância, adolescencia e início da vida adulta. É um sonho de garoto nerd apaixonado por computadores, tecnologia e empreendedorismo. É o lugar onde tudo acontece. Na prática, são apenas várias cidades pequenas, umas grudadinhas nas outras, onde por uma conjunção de fatores, uma infinidade de empresas de tecnologia nasceram. É um lugar muito agradável, sem prédios altos, apenas casas e prédios comerciais grandes mas de poucos andares.

Atualmente, depois da crise imobiliária ocorrida nos últimos anos, há muitos desses prédios completamente vazios e as casas da região cairam muito de preço. Independente disso, toda a região, incluindo San Francisco, possuem um custo de moradia bastante alto em comparação com outras regiões dos Estados Unidos.

O Silicon Valley não é um local turístico, um lugar para pessoas não interessadas no mundo da tecnologia visitar. Há coisas bonitas para se ver, mas aqui o interessante é morar, conhecer as pessoas e as empresas, iniciar novos negócios. Toda região é um poço de empreendedorismo e há diversos eventos e locais para fazer networking com pessoas com estes mesmos interesses.

Esta viagem foi bastante corrida no final, então não cheguei nem mesmo a fazer o tour pelas empresas famosas da região, aquela coleção de fotos com as placas de identificação de cada empresa. Vi algumas de passagem, eBay, Intel, Cisco. No Google, onde trabalha meu amigo Eduardo, paramos para uma foto, mas tirar fotos atualmente não tem mais a mesma graça que teria alguns anos atrás, então nem me preocupei muito com isso.

Uma curiosidade pessoal… Há alguns anos ganhei uma camiseta do Google quando fui fazer uma entrevista na filial brasileira. Acabei não indo trabalhar lá, procuravam técnicos naquela ocasião e eu buscava algo na área comercial. O interessante é que cada vez que vestia a tal camiseta automaticamente me tornava alvo de nerds nas ruas. A camiseta era um excelente conversartion starter, com as pessoas se aproximando e perguntando se eu trabalhava no Google, continuando então um papo sobre tecnologia. Um tempo depois, lavando uma saia junto da minha camiseta, minha esposa fez um “pijaminha”… Minha camiseta branca ficou com um tom amarelinho que não dava mais para usar na rua, ficando então para uso doméstico. Depois da Ingue contar isto ao Eduardo, no dia seguinte ele apareceu com um presente: outra camiseta do Google, igualzinha a que eu tinha! Thanks, Eduardo.

Penso em voltar para cá em um futuro próximo, mas para viver um tempo, conhecer pessoas com interesses comuns, iniciar algum novo negócio. É engraçado, porque sei que o lugar não faz o empreendedor, mas por algum motivo, as coisas aqui parecem andar mais rápido do que em outras regiões.

Agora, tendo conhecido o lugar, vejo que o que sempre quis não era visitar o espaço físico daqui, mas sim, conviver com as pessoas empreendedoras da região, desenvolver idéias, transformá-las em produtos, iniciar novos negócios. Não é o lugar, são as pessoas que vivem aqui. O sonho continua em mim, mas agora, sei melhor o que perseguir. E o melhor de tudo é que sei exatamente o tipo de negócio que desejo desenvolver, algo relacionado ao que já faço com os investimentos imobiliários, trazendo um pouco da riqueza norte-americana para o Brasil. Enfim, as coisas estão andando cada vez mais rápido, melhor do que qualquer planejamento que tenha feito.

Fotos de San Francisco e do Silicon Valley com o Eduardo Pinheiro

Autor: Fabricio S. Peruzzo

Pai, marido, polímata, empreendedor serial, curioso.

4 comentários em “Silicon Valley”

  1. Pinheiro,

    Muito obrigado pela recepção e pelos passeios na região. Pena eu não ter planejado cedo o suficiente para conseguirmos ir em momento mais adequado para vocês, mas certamente não faltarão oportunidades futuras.

    Quando vierem a Porto Alegre, se nós não formos para aí antes, vai ser um enorme prazer retribuir.

    Abração.

    Curtir

  2. Eu adoro tuas “telenovelas” heheheh. Adoro as coisas que escreve, já sou intima da Ingue das coisas carinhosas que escreve a respeito dela. Hoje lendo sobre tuas viagens parecia que eu literalmente assistia a uma novela adorável… Sobre a camiseta da Google que ela fez de pijama, sobre a arte moderna… Nem sei porque mas me identifico com teu site. Quando crescer vou ter um destes.. Beijos pra ti e pra Ingue

    Curtir

Os comentários estão encerrados.