Você deve contribuir para a previdência oficial do Estado

Seja você funcionário público ou da iniciativa privada, tendo sua própria empresa ou sendo profissional liberal ou avulso, aconselhamos a todos, indistintamente, em todas as épocas da vida, dar importância prioritária às contribuições ao Instituto Nacional da Seguridade Social. Minha prática de muitíssimos anos como consultor financeiro pessoal demonstrou que são exatamente os benefícios da aposentadoria pelo INSS que têm salvo muitas famílias da penúria e da pobreza absoluta em nosso país. Por pior que sejam as condições presentes e os benefícios oferecidos por este orgão, são imensamente melhores do que depender por completo da caridade alheia. recomendamos, por essa mesma razão, que se contribua com o máximo possível, dentro das condições específicas de cada um, para não se perder o status de beneficiário potencial do INSS. E não é somente quando a pessoa se aposenta que vale a pena ter contribuído, pois em caso de morte prematura do contribuinte, o companheiro sobrevivente ou os dependentes irão receber uma pensão que pode ser fundamental para a sobrevivência da família. A contribuição ao INSS, portanto, também deve ser encarada como um seguro de vida em que os dependentes sobreviventes recebem uma renda periódica.

Os carnês e quaisquer documentos relativos à filiação e às contribuições ao INSS devem ser cuidadosamente guardados em lugar seguro. A carteira de trabalho, com as devidas anotações de mudanças de empregador, aumentos de salário, férias e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), é um documento valioso. Faça até uma cópia da carteira para o caso de, talvez, ser o único documento que você possua para provar que trabalho em determinada empresa. Lembre-se de que alguma das empresas onde você trabalhou pode falir ou simplesmente desaparecer. Você também pode ter perdido a carteira de trabalho original. Obter uma nova carteira será fácil, o difícil será recuperar todas as anotações feitas na original. Provar perante o INSS, 20 anos ou mais depois, quando for se aposentar, que você trabalho em determinada empresa, pode tornar-se uma missão impossível caso tenha perdido sua carteira de trabalho! Portanto, faça uma cópia da original e guarde-a junto com outros documentos importantes!

Provável e quase certamente existirão ocasiões em sua vida em que a contribuição ao INSS pesará muitíssimo em seu orçamento mensal. SSão as épocas de desemprego, de dificuldades financeiras. Mesmo assim, tente manter em dia estas contribuições. Lembre-se: os benefícios do INSS são como um seguro de vida para os inúmeros imprevistos que poderão ocorrer. Não aceite argumentos do companheiro ou companheira de que o dinheiro pode ser mais bem empregado com alguma outra finalidade. Algum dia estará grato por não ter abandonado essas contribuições.

Fonte: Seu Futuro Financeiro – Louis Frankenberg – Editora Campus

Autor: Fabricio S. Peruzzo

Pai, marido, polímata, empreendedor serial, curioso.

2 comentários em “Você deve contribuir para a previdência oficial do Estado”

  1. Olá!

    Minha mãe tem 53 anos de idade e pretendo abrir minha MPE em nome dela, para que ela receba a contribuição do INSS. Contudo, gostaria de saber se vale a pena ela começar a contribuir agora, visto que nunca teve registro em carteira/contribuição anterior… Ela provavelmente se aposenterá por idade, essa contribuição de agora contará alguma coisa, fará alguma diferença?

    Aguardo respostas e agradeço desde já todos as contribuições!

    Grande abraço,

    Douglas

    Curtir

Os comentários estão encerrados.