Por que você deve pensar em adquirir um imóvel neste momento?

Vésperas de eleições, quem pensa em investimentos de longo prazo neste momento? Eu. E todos que gostam de fazer o dinheiro multiplicar em períodos mais curtos que o normal quando a situação indica esta possibilidade.

O texto abaixo representa minha opinião pessoal sobre a situação do mercado e do país neste momento específico, não sendo nenhuma indicação de investimento. Serve apenas como reflexão caso você deseje saber o que penso sobre imóveis para os próximos meses.

Acredito que depois de um bom tempo sem observar valorizações expressivas no preço dos imóveis, e, ao contrário, termos diversas ofertas de construtoras e incorporadoras, além das pessoas físicas que precisam vender para cumprir com suas obrigações pessoais nesta recessão pela qual passamos, os preços dos imóveis estejam em um bom valor para aquisição.

Levando em conta a premissa acima, de termos um bom valor de compra (claro que não são todos imóveis que cumprem esta condição, pesquisar bem é sempre necessário), a simples compra de um imóvel neste momento já se torna um negócio relativamente bom, afinal, é um bem físico, seguro, que representa um patrimônio que não corre o risco de ser confiscado pelo governo ou de ir à falência, ou ainda de ser comido pela inflação.

Acredito, porém, que neste momento, justamente por conta das eleições, temos um excelente motivo para comprar um imóvel através de financiamento bancário. O que??? Financiamento? Juros altos? Como assim??? Vindo de ti, Fabrício?

Eu explico. Não sei o que vai acontecer nos próximos meses. E não saber, é libertador. Não saber, e assumir isso, torna tudo mais fácil. Os passos a serem dados precisam levar em conta as diferentes possibilidades. E neste momento só vejo duas ou três possibilidades. Ou tudo melhora drasticamente (supondo um futuro presidente pró-mercado, liberal e privatizador) e neste caso temos os imóveis valorizando bastante, por conta da melhora do país como um todo, ou tudo piora de forma gritante (com recessão, volta da “nova matriz econômica”, estatização, aumento dos juros, etc), com os imóveis valorizando como alternativa segura de investimento frente ao caos do mercado.

Comprar um imóvel financiado neste momento, caso consigamos algumas premissas básicas, pode ser uma excelente maneira de buscar até 100% de rentabilidade em questão de um ou dois anos. Que premissas são essas? Procurar por um imóvel já pronto para usar, conseguir comprar com uma entrada baixa (20% a 30% do valor do imóvel) e conseguir uma taxa de juros baixa, digamos, abaixo de 10% ao ano.

Como conseguir 100% de lucro em tão pouco tempo?

O financiamento (ou melhor, a entrada baixa) é o pulo do gato para obter lucros acima da média. Vamos fazer uma simulação rápida de um imóvel de R$ 200.000, que aqui em Porto Alegre implica em um apartamento de um dormitório com garagem, em um bairro bom da cidade. Conseguindo comprar esta imóvel com uma entrada de 20%, ou R$ 40.000, e financiando o saldo em mais de 30 anos, com juros de 10% a.a., temos uma prestação de aproximadamente R$ 1800 mensais. Calculando o valor de entrada, mais um ano inteiro de prestações, temos aí pouco mais de R$ 60.000 pagos neste período. Se nosso apartamento valorizar 30% por conta das premissas anteriores que tratam deste momento atual do mercado, e conseguirmos vender o mesmo por R$ 260.000, já temos aí nosso lucro de 100% (menos os impostos, claro).

Claro que não há nenhuma garantia para estes lucros, mas estruturando a operação desta forma, podemos multiplicar nosso lucro de maneira fenomenal. E mais que isso, ficamos protegidos do futuro, seja ele qual for, depois das eleições.

Se ganhar um candidato pró-mercado e as taxas de juros baixarem significativamente, podemos fazer a portabilidade da dívida e trocar de banco por uma taxa mais em conta. Se ganhar um candidato que o mercado não goste e tivermos elevação das taxas de juros, teremos em mãos uma dívida bastante barata, valorizando ainda mais nosso investimento. Ganharíamos com a valorização do imóvel, e desvalorização da dívida.

Cereja do bolo.

Tudo isso, e não falamos do aluguel, que pode pagar boa parte da conta ao diminuir muito o valor que teremos que desembolsar diretamente para o pagamento das prestações. A diferença dos impostos, taxas e comissões envolvidas em toda negociação pode sair deste valor, nos proporcionando realmente os 100% de lucro líquido no investimento, para um aumento de apenas 30% no valor real do imóvel. E se você acha um ano um prazo muito curto para isso tudo acontecer, aumente o prazo e faça seus cálculos. Se levar dois, três anos para concretizar a valorização e venda do imóvel, ainda assim, como se compara seu lucro com outras alternativas de investimento?

Quem é um pouco mais empreendedor, pode lucrar um pouco mais, mobiliando o apartamento e alugando por temporada (claro que buscando regiões propícias a isso, neste caso) através de AirBNB ou serviços semelhantes. Com um retorno maior nas locações por temporada, pode ser possível pagar integralmente as prestações do financiamento com o valor recebido, tornando os lucros ainda melhores. Há ainda a possibilidade de montar espaços de co-working, com a compra de salas comerciais ou até mesmo com a compra de imóveis residenciais para profissionais que não façam atendimento ao público. As formas de lucrar são bastante variadas para quem tem criatividade.

Há riscos? Claro que sim, todas minhas premissas podem ser equivocadas, mas compare esta possibilidade com o tempo que leva para dobrar seu capital em investimentos tradicionais com as taxas atuais (poupança, 14 anos; renda fixa, 10 anos). Vale a pena pensar no assunto?

Como sempre, fico a disposição para conversar mais sobre este assunto. Estou mergulhado neste mercado e posso ajudar de diversas maneiras, seja na busca de imóveis que se encaixem nestas idéias, seja na liberação de financiamento a taxas baixas, seja na formatação de um negócio de locação por temporada ou ainda a criação de espaços de co-working.

Abraço, e bons lucros para nós todos.

Um pensamento em “Por que você deve pensar em adquirir um imóvel neste momento?”

  1. Boa tarde Fabrício, tudo certo?

    Excelente texto!

    Gostei que tu deixa bem claro a incerteza que estamos passando hoje no mercado.

    E que não há garantias reais de 100% de lucro em 1, 2 ou 3 anos… mas que é SIM, algo a se pensar.

    Forte abraço,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *